Quinta-feira, 09 de Junho de 2005
align=left>width=75 height=25 type=audio/midi autostart="false" loop="false">
publicado por najasmin às 15:56

Quarta-feira, 08 de Junho de 2005
Uma pequena experiênciaa para ver por onde anda o resto do blog...
publicado por najasmin às 00:00

Terça-feira, 07 de Junho de 2005
foto tirada da net
Devia ter feito tanto
E comparado com o que fiz
Nada foi.
Hoje sinto-me impotente
Para fazer seja o que for
Sinto que minha missão
Neste mundo ainda não findou.
Não sei qual será meu destino
Pois luz nenhuma me iluminou.
Eu bem espero
Por um sinal qualquer
Sinal que não vislumbro
E nem sei, se realmente o quero.
Queria que tudo findasse
Tudo à minha volta parasse
Para enfim descansar
Mas a hora não chegou
E eu estretanto aqui estou,
No meu isolamento,
No meu sofrimento
Sem saber para onde
Nem quando vou.

Najasmin
22/01/92

publicado por najasmin às 14:47

Quarta-feira, 01 de Junho de 2005
moldura_1.jpg

Criança
Que tudo merecias
Por teres nascido em guerras
Só recebes mutilações,
Sofrimento, ficando só
Sem pais como companhia.
Quando tu,
Criança querida
Tal como um ramo de rosas
Com seus botões a desabrochar,
Outra vida merecias.
Tal como todas
Fazes parte da humanidade.
Mas neste mundo cruel
Onde só há guerras,
Disputas e lutas
Por aquilo que mais interessa,
Esquecem-se de vocês,
Meus amores
Perdendo por vezes
Vossos pais, vossas mães.
Pois é,
São pais que perdem os filhos
E filhos que perdem os pais.
E o mundo anda em desarmonia.
A todas as crianças do mundo
Eu desejo uma vida melhor
Onde possam brincar
E chegar a adultos.
Sem lágrimas
Nesses lindos olhos
E um rosto onde não haja
Sofrimento e Dor.
Estas linhas são para aquelas
Que nada têm,
Inclusivé, o amor e o respeito
A que têm direito.
Com todo o meu amor
Um abraço que a todas abrange.
Crianças lindas
Como flores em botão
Desejo o fim de todo o mal,
É o que pede meu coração
Para todas as crianças.


Natália/2005

publicado por najasmin às 02:06

Sexta-feira, 27 de Maio de 2005


A oportunidade que te dei
Acabou.
Não vi nada
Assim como nada fizeste
Foi mais uma chance em vão
Igual a tantas outras que tiveste.
Por favor nada mais peças
Fica com o que tens
Pois que a recordação
É um valor adquirido
Que só a ti pertence
Serve-te delas
Quando for preciso.
Se não houver recordação
Melhor.
Pois quer dizer
Que tudo era fingido
Nada vinha do coração
Não sei se procedo bem
De momento é o que sinto
Talvez um dia
Diga a mim própria
Que fiz mal em ter fugido
Hoje não sinto que bato em retirada
Estou a dizer o que sinto
Pois não existe mais nada.

Natália/7/96

publicado por najasmin às 16:27

Segunda-feira, 23 de Maio de 2005
escuridão.gif_imagem tirada da net

Nas águas turvas
Do tempo
Eu lutei.
Por mais que faça
Ou que tentem fazer-me,
Pouco adianta.
A minha sina
É morrer.
Todos os dias
Morro um pouco.
Dia após dia
Sinto a vida a fugir
Como se tivesse
Medo de mim.
Há muito, vivo nas trevas
Donde não mais sairei
São trevas sem fim,
Onde por engano entrei
Que hei-de fazer,
Senão aguardar a minha hora..
Só não queria
Fazer sofrer
Aqueles que me adoram.
Dói-me de duas maneiras,
Uma delas, é o que sofro.
Outra o que faço sofrer
Tentando fazer o melhor
Acabo por fazer o que não devia fazer.
E nas águas turvas do tempo,
Tempo que com o tempo vai passando
Nas trevas me deixando
Sempre com o meu tormento
E o meu sofrer.

Natália/6/2/94



publicado por najasmin às 01:10

Segunda-feira, 16 de Maio de 2005
anjo.gif


Quero compartilhar convosco a minha alegria.

Faz hoje anos
Que dei à luz
Uma criança linda,
Gordinha, de olhos escuros
Já abertos para o mundo
Criança que me deu
Sempre amor e carinho.
Que seria hoje de mim,
Se não fosse ela?....
Tanto amor que tenho rcebido,
O carinho, a compreensão
Com que me trata,
É mais do que possam imaginar.
Eu dei-lhe a vida
E ela dá a vida por mim,
Uma vida que eu estraguei
Com todos os meus problemas.
Que seria de mim sem ela?
A Deus agradeço
A filha que tenho.
É ela que me ajuda
A lavar, a vestir-me
A equilibrar-me
Enfim, é um anjo
Que tenho comigo.
A ti, minha querida filha
O meu agradecimento
Pela abnegação.
Tudo puseste de parte
Inclusivé a tua vida,
Mas Deus que é grande
Há-de te abençoar.
Minha finha querida
Mesmo de coração doente
Desejo-te tudo de bom
Com muitas beijocas
E brincadeiras à mistura
Mesmo a sofrer consegues
Pôr-me bem disposta.

Natália/16/05/05

Parabéns e um dia Feliz!






publicado por najasmin às 03:35

Terça-feira, 10 de Maio de 2005



Nós somos muito humanos
E a todos gostamos de ajudar
Enquanto os nossos velhos
Andam pelos bancos a dormitar
Nos outros países
Somos sempre os primeiros
A dar a mão aos desalojados,
Aos desprotegidos da sorte
Enquanto que no nosso
Somos uns desgraçados.
Casa não temos,
O desemprego não falta
A juventude é uma lástima
Os velhos um tormento
Não há lugar para ninguém
Neste país em que vivemos.
Os impostos sobem
O dinheiro diminui,
A barriga aperta-se
Para as despesas pagar.
E os filhos que são nossos
Temos que os sustentar,
E o Governo tenta ignorar
Fechando os olhos
Ao que se está a passar.

Natália/92



Ao fim destes anos
Nada melhorou,
O desemprego aumentou
A fome continua,
A saúde é uma desgraça
E os nossos velhotes
Chegam a morrer
Em qualquer lugar,
Num vão de escada,
Nas pedras de uma calçada,
Ou esquecidos num lar.

Natália/09/05/2005




publicado por najasmin às 01:56

Domingo, 01 de Maio de 2005
amizade


Não julguem que a amizade
Não existe.
Nem devem ficar deprimidos
Pois os que mais se calam
São os verdadeiros amigos.
Procurem dentro de vós,
Analisem o vosso ser.
Não tenham medo,
De aprofundar
Verão que o amigo melhor
É o que soube calar.
Esse sim é o verdadeiro
Sois vós mesmos.
Os que não se conheciam
Depois de solidificados
Até ao maior inimigo
Conseguem dar amizade
Com maior alegria.
A amizade dá-se
Sem que a peçam.
O coração abre-se
Para que essa amizade entre
Tem que ter portas abertas.
Seja boa ou seja má
A pessoa escolhida pouco importa
Sentimos um impulso
No nosso coração
Quando nos bate à porta
Lembrem-se,
O invólucro não é tudo
Neste caso conta muito o conteúdo.
Amizade!
Como soa bem esta palavra,
Dar e receber
Sem se ter pedido nada

Natália/90


best_friends




publicado por najasmin às 02:11

Segunda-feira, 25 de Abril de 2005
flores.gif

Mantenho ainda saudades
Das noites quentes de Luar
Em que todos saíam
Todos iam passear.
É tempo de arraiais
Está na hora de ouvir
A banda tocar
Dar uma ou mais voltas
Ao coreto e seu amor encontrar
Só que, nessa época
Nem um beijo se podia trocar.
Nas noites de S. João
Faziam-se grandes fogueiras
Com o rosmaninho apanhado
Às vezes entre as pedreiras.
Andavam-se kms para o rosmaninho apanhar
Faziam-se fogueiras até de madrugada
Ficando à espera de ver o sol raiar.
E...
Os picniques no Alto da Penha
Subiamo-lo a pé
Nada nos cansava
Tínhamos no caminho
A fonte da água Férrea
E nossa garganta resfrescava.
Enfim, todos confraternizavam.
Todo o percurso
Era um encanto de verdura
Com papoilas e rosas silvestres
E outras flores à mistura.
Juntamente com as árvores
Formavam um aroma de cheiros diversos
nossas narinas dilatavam
Para respirar o perfume
Que da Natureza emanava.
No cimo do monte
Existe a Capelinha do mesmo nome
Daí avista-se a Vila toda,
O jardim das laranjeiras,
O coreto, o depósito da água
O jardim principal
O largo da feira
A câmara municipal,
Enfim, avista-se a vila toda
Do cimo da Penha.
Talvez por ser tão bonita
Lhe chamaram Vila Morena,
Pois de Grândola se trata.

Natália/92

Foi lá que o Zeca Afonso se inspirou
E na sede da música Velha ensaiou
O que é hoje a canção
Grândola Vila Morena
Aceite por todos com muita alegria
Levando atrás de si a Revolução
Sendo um hino à liberdade,
Coisa que não existia.




25 de Abril Sempre!

publicado por najasmin às 17:20

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2006
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28


Últ. comentários
beijing tour (http://www.beijingtourtravel.com)[ur...
thanks for letttin me know how to do dis i apprec...
NajasminAmei seu blog!Está em favoritos e até ata...
Beleza! Descobri hoje essa maravilha. Beleza mess...
amizade
Amei seus poemas...è vc mesmo quem os faz?...Para...
Olá...eu tava passeando e acabei passando aqui do...
adorei o seu blog e tbm as mensagens!
parabéns por suas tão belas poesias.......
Faz um ano que não há novidades por aqui.está na ...
subscrever feeds

SAPO Blogs


Universidade de Aveiro