Segunda-feira, 23 de Maio de 2005
escuridão.gif_imagem tirada da net




Nas águas turvas
Do tempo
Eu lutei.
Por mais que faça
Ou que tentem fazer-me,
Pouco adianta.
A minha sina
É morrer.
Todos os dias
Morro um pouco.
Dia após dia
Sinto a vida a fugir
Como se tivesse
Medo de mim.
Há muito, vivo nas trevas
Donde não mais sairei
São trevas sem fim,
Onde por engano entrei
Que hei-de fazer,
Senão aguardar a minha hora..
Só não queria
Fazer sofrer
Aqueles que me adoram.
Dói-me de duas maneiras,
Uma delas, é o que sofro.
Outra o que faço sofrer
Tentando fazer o melhor
Acabo por fazer o que não devia fazer.
E nas águas turvas do tempo,
Tempo que com o tempo vai passando
Nas trevas me deixando
Sempre com o meu tormento
E o meu sofrer.


Natália/6/2/94



publicado por najasmin às 01:10

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2005
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
24
25
26
28

29
30
31


Últ. comentários
beijing tour (http://www.beijingtourtravel.com)[ur...
thanks for letttin me know how to do dis i apprec...
NajasminAmei seu blog!Está em favoritos e até ata...
Beleza! Descobri hoje essa maravilha. Beleza mess...
amizade
Amei seus poemas...è vc mesmo quem os faz?...Para...
Olá...eu tava passeando e acabei passando aqui do...
adorei o seu blog e tbm as mensagens!
parabéns por suas tão belas poesias.......
Faz um ano que não há novidades por aqui.está na ...
subscrever feeds

SAPO Blogs


Universidade de Aveiro