Quinta-feira, 24 de Março de 2005



Paira no ar
Algo que desconheço
Ao mesmo tempo
Não me é indiferente
É como se uma empestade
Estivesse prestes a rebentar
Dentro do meu peito,
Este sintoma é-me familiar
Basta-me isolar e não me apetecer falar
Para saber que se passa
Algo no ar.
Sinto a atmosfera pesada
Um peso no peito
Parecendo toneladas,
Pulsações aceleradas
Daí o não poder respirar
Talvez seja um vendaval
Daqueles de arrasar
Pobre de quem se interponha
Pois não vai gostar
Mesmo que faça ondas
Não se vai livrar
Será que é isto que pressinto?
Será que quero descarregar?
A opressão que sinto
Para o peito aliviar.


Natália/96


páscoa.gif
publicado por najasmin às 16:39

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2005
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
16
18

20
22
26

27
28
29


Últ. comentários
beijing tour (http://www.beijingtourtravel.com)[ur...
thanks for letttin me know how to do dis i apprec...
NajasminAmei seu blog!Está em favoritos e até ata...
Beleza! Descobri hoje essa maravilha. Beleza mess...
amizade
Amei seus poemas...è vc mesmo quem os faz?...Para...
Olá...eu tava passeando e acabei passando aqui do...
adorei o seu blog e tbm as mensagens!
parabéns por suas tão belas poesias.......
Faz um ano que não há novidades por aqui.está na ...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro