Terça-feira, 07 de Junho de 2005

foto tirada da net



Devia ter feito tanto
E comparado com o que fiz
Nada foi.
Hoje sinto-me impotente
Para fazer seja o que for
Sinto que minha missão
Neste mundo ainda não findou.
Não sei qual será meu destino
Pois luz nenhuma me iluminou.
Eu bem espero
Por um sinal qualquer
Sinal que não vislumbro
E nem sei, se realmente o quero.
Queria que tudo findasse
Tudo à minha volta parasse
Para enfim descansar
Mas a hora não chegou
E eu estretanto aqui estou,
No meu isolamento,
No meu sofrimento
Sem saber para onde
Nem quando vou.


Najasmin
22/01/92
publicado por najasmin às 14:47
|

De najasmin a 9 de Junho de 2005 às 13:25
*Olá Marius. Eu levei tanta pancada, tanta trolitada que me fartei de ver estrelas... não sei se isso pode ser considerado visão. ahahahahah. As alcagoitas já cá cantam, a saúde.. tem dias! Agora o mangerico ainda estou à espera de alguém que me ofereça um... Já tens a minha morada?... Beijinhos e volta mais vezes. Gosto muito dos teus comentários.

De najasmin a 9 de Junho de 2005 às 13:15
* Olá Delta!... Continua a passear no meu telhado... deve ser por isso que quando abro a janela não me cheira a manjerico. Estranho que nunca tenhas entrado quando cheira a sardinha assada... Ainda bem, senão ficava sem elas!... Beijinhos, volta sempre.

De marius70 a 9 de Junho de 2005 às 04:53
Porque é que será que andamos sempre à espera de um sinal qualquer para saber que caminho seguir? Desde miúdo fiquei convencido de que uma pancada na cabeça me iria dar uma terceira visão sobre o mundo em que vivo. Como até hoje não recebi nenhuma pancada continuo sem saber o que o destino me reserva, e talvez seja melhor assim, não acha Jasmim? :) Saúde da boa e muitos trocos para as alcagoitas e manjericos.

De Delta a 9 de Junho de 2005 às 00:30
Assim eu começo a chorar...estás aqui ao pé de nós e estás muito bem...:-) Nem te atrevas a sair daqui! Gosto muito de passear pelo teu telhado...:-) Um beijinho muito grande para ti.

De najasmin a 7 de Junho de 2005 às 22:28
* Olá Zeca. Quieta estou eu há tanto tempo... e não passa. Cada vez vou ficando mais quieta... e tenho que aguentar... ´diz que o que não tem remédio, remediado está. Estava a ver que tinhas medo de cá voltar, ahahahahah. Beijinhos.

De zeca a 7 de Junho de 2005 às 15:44
Pois é! Isto de viver é bom mas muito complicado. Por vezes atacam-nos as duvidas e melhor mesmo é fikar kieto até passar. Um beijo. Fika bem e anima-te


mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2005
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Últ. comentários
beijing tour (http://www.beijingtourtravel.com)[ur...
thanks for letttin me know how to do dis i apprec...
NajasminAmei seu blog!Está em favoritos e até ata...
Beleza! Descobri hoje essa maravilha. Beleza mess...
amizade
Amei seus poemas...è vc mesmo quem os faz?...Para...
Olá...eu tava passeando e acabei passando aqui do...
adorei o seu blog e tbm as mensagens!
parabéns por suas tão belas poesias.......
Faz um ano que não há novidades por aqui.está na ...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro